R Pedro Doll, 564 - Santana - São Paulo - SP -
(11) 94718-6180

(11) 2281-3343

(11) 94718-6180

R Pedro Doll, 564 - Santana - São Paulo - SP -

Edge News

Exercitar-se é ótimo, mas treinar sem acompanhamento e orientação pode colocar sua saúde em risco!

Fonte: globoesporte.globo.com/eu-atleta


Novas diretrizes cardiológicas para atletas amadores destacam corredores com mais de 35 anos

Além da consulta especializada, grupo precisa de exames como eletrocardiograma em repouso, teste ergométrico até exaustão e laboratório de análises clínicas

Recentemente foi atualizada a diretriz brasileira em cardiologia do esporte. Editada em 2013, obteve grande repercussão no meio científico da medicina e cardiologia do esporte e em geral, inclusive no exterior. Para os não-médicos, podemos ressaltar que comparativamente com o resto do mundo, temos algumas variações importantes nos protocolos de avaliação pré-participação, o que nos premia com baixos índices de morte súbita de atletas profissionais, principalmente no esporte mais praticado, o futebol.

Em relação aos esportistas amadores, as recomendações não sofreram grandes modificações. Mas, explicando melhor, elas aconteceram para a prática de corridas de rua por pessoas com mais de 35 anos, por exemplo; além da necessidade de consulta especializada, como eletrocardiograma em repouso, teste ergométrico até exaustão e laboratório de análises clínicas, outros exames dependem do que o médico definir ser necessário.

Praticados por jovens, esportes radicais ou de alta intensidade, com certeza, precisam de avaliações completas e de um especialista familiarizado com o esporte e suas adaptações cardiovasculares. Numa academia, recomenda-se no mínimo consulta, eletrocardiograma e teste ergométrico. Não sentir nada não significa não ter nenhum pequeno ou silencioso problema.

Modalidades como HIIT, crossfit , spinning e outros exercícios semelhantes exigem avaliações detalhadas, incluindo anormalidades ortopédicas como pequenas hérnias de disco, artrites e artroses e outras lesões articulares que podem piorar com a prática desses diferentes exercícios físicos. Indivíduos acima dos 60 anos devem sempre ser avaliados para os vários sistemas e órgãos do corpo, como labirintite, bronquite, diabetes, problemas renais etc.
Enfim, a avaliação médica dirigida para a prática de atividades físicas regulares necessita sempre de conhecermos o nosso organismo durante esse estímulo. Sendo o foco a manutenção da saúde; a prática profissional de um esporte tem regras justamente para prevenir problemas e ganhar benefícios.


FONTE: https://glo.bo/2XAbexk. 
« Voltar

VENHA TREINAR COM A EDGE

Estamos esperando por vocês!

Tour Virtual